AB6 - Reencontrar o passado

Um dia, uma citação

AB6 - Encontros e reencontros

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

AB6 em 1968-1970


O hangar

Recolha e manutenção dos aviões.

Dormitório dos Especialistas e do SG e PA, até final do ano de 1969.

Pode-se ver ainda, parte da placa e um dos acessos à pista, portão de entrada na base e, no exterior, os escritórios da DETA (Transportes Aéreos de Moçambique).

Fotografia de Setembro de 1968




O hangar e os aviões

A Placa e um dos acesso à pista.

O DC3 (Dakota) e cinco T6G (caças)

Pode-se ver o depósito da água e o morro elefante, meios encobertos pelo hangar.


Fotografia de Novembro de 1968





A pista

O Fiat G91 (caça).

Pode-se ver o imponente morro elefante.

Fotografia de Julho de 1969



Os novos dormitórios

Ao fundo, concluídas, as camaratas dos Especialistas e do SG e PA.

Em construção, as novas instalações dos Oficiais.

Em primeiro plano, o comando, os serviços administrativos e o cripto.

Fotografia de Dezembro de 1969

3 comentários:

Anónimo disse...

Grande Amigo

Alem do nosso Dragão algo mais nos une a aviação!

Tripeiro4ever

rotivsaile disse...

Recordar o AB6 é recordar alguns dos melhores tempos vividos na Força Aérea. Quse vi nascer a Unidade, de onde saí em 1969, por transferência decidida unilateralmente pelo General Diogo Neto, que me mandou para as Infras em Nampula. De qualquer modo, nunca deixei de ir a Nova Freixo, até para vêr os meus Escuteiros, porque fui o fundador do Escutismo em NF. O Pontes... o Sobral... o Saraiva... o Caldeira... o Desportivo... tantas saudades. Que será feito do pessoal amigo que por lá deixei?
Um abraço forte!
Victor Elias

O Fafe do AB6 disse...

rotivsaile.

Vê o tópico "AB6 Nova Freixo - Encontro 2007.

Não faltes.

Manda-me um email com o teu nome de guerra e uma foto do AB6.

Quem viveu o companheirismo e amizade com tanta intensidade nesses anos maravilhosos, não pode continuar escondido nos "users".

Um abraço.