AB6 - Reencontrar o passado

Um dia, uma citação

AB6 - Encontros e reencontros

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

PUSKAS - AB6 no coração


Não há palavras.

A tua memória sobrevoa

a amizade que não esmorece.












Homenagem do alferes Guiomar, do Fafe e de todos
os ABseiistas que contigo privaram.



2 comentários:

Mila disse...

O meu amor foi embora,e a dor que eu sinto é atenuada pelo carinho que todos vocês lhe dedicaram. Um bem hajam pela força que me deram no dia que o meu Puskas partiu. Amei muito o vosso amigo, assim como ele me amou, amou os filhos e as nossas três netinhas.
Que dor que eu sinto meus amigos.
Mila

Anónimo disse...

Aprendi a andar de mota, numa velha motoreta de duas velocidades, do meu amigo Puskas...quantos anos já lá vão...quarenta e dois...quarenta e três, não sei! Sei que são muitos.Agora, de repente, o amigo partiu.
Volto atrás, ao Bairro do Aeroporto e às grandes noites, das fantásticas futeboladas na copa Malhanga, onde o Fernando (Puskas)
sobressaía com os seus remates de pé esquerdo.Até sempre Amigo.
Do outro lado (não sei onde), havemos de nos encontrar.
Do amigo Tony Mota(António Rodrigus Mota).
Criado ao pé de ti (Av. de Angola) e teu camarada da Fap
Cabo Melec do Ab5 (Nacala)73/74
A ti, Mila, já sabes quanto sentida foi a partida do teu marido.
Um beijinho.